Laudos de Aterramento de Máquinas

No caso do aterramento de máquinas, principalmente da acionadas por inversores,
podem apresentar perigosas tensões de flutuação em sua carcaça, devido a baixa
eficiência do aterramento destas. Quando o aterramento não é devidamente efetuado,
inclusive com sintonia em alguns casos, não absorve ondas de freqüência elevadas,
como as oriundas do sistema PWM dos inversores.

 

Nestes casos, um sistema de hastes no solo normalmente não é suficiente para drenar
as correntes de fuga, que são muito maiores devido ao fato das impedâncias de fuga nas
máquinas serem muito menores ( na ordem de dezenas de kilo ohms) que as resistências
de fuga ( na ordem de centenas de mega ohms).

 

Assim, faz-se necessário, a inspeção, através da utilização de alicate “scaner” de alta
freqüência, da verificação das capacidade de absorção de cada terra em, particular, e
da geração de planos de ação para as correções necessárias.

 

No caso da reflexão da onda de corrente de fuga no sistema de aterramento (ROE – coeficiente
de onda estacionária), acarretando na tensão de flutuação de carcaça, um sistema de terra
sintonizado pode ser necessário e deve ser especificado neste laudo.